PROJETOS I+D

A IBIL dispõe de um departamento próprio de Tecnologia, que trabalha nos seus próprios desenhos de terminais, para melhoria da sua ergonomia e usabilidade, analisa os comportamentos dos veículos através das curvas de carregamento, especifica as atualizações de software para novos modelos que aparecem no mercado, projeta processos de interoperabilidade com outros gestores, otimizando o consumo de frotas com ferramentas como a gestão de potência.

Ao dia de hoje, IBIL participa em diferentes projetos europeus, como a E-VIA FLEX-E de carregamento ultrarrápido ou o projeto CIRVE, para fomentar o uso de veículos elétricos através do lançamento da infraestrutura de carregamento rápida e ultrarrápido.

Experiência em carregamento ultrarrápido: Projeto E-VIA FLEX-E em Itália, França e Espanha

Proyecto E-via flex-e

O projeto E-VIA FLEX-E contemplava o lançamento de uma rede piloto de 14 instalações de carregamento ultrarrápido em corredores europeus de transporte de Espanha, França e Itália.  A IBIL, único participante Espanhol, e uma das empresas na vanguarda desta tecnologia.

Além disso, o projeto tinha como objectivo partilhar as melhores práticas no lançamento e experiências técnicas derivadas da instalação, manutenção e operação da infraestrutura na duração do projeto piloto.

Para o arranque do projeto a IBIL contactou com diversos fornecedores, de sistemas de carregamento ultra-rápido, capacitados para fornecer equipamentos com potências superiores a 300kW.

Projeto cofinanciado pelo União Europeia através de fundos do CEF (Connecting Europe Mechanism).

Cofinanciado pelo Mecanismo Interligar a europa -Uniao Europeia

Coordenação do Projeto CIRVE: Projeto do corredor Ibérico

Proyecto CIRVE

Estudo piloto para lançamento de 40 pontos de carregamento rápido multipadrão, situados ao longo dos corredores da UE Ibérica (Mediterrâneo e Atlântico), especialmente entre Portugal, Espanha e França. Neste projeto IBIL liderou entre outras as seguintes atividades:

  • Atividade 1: Coordenação: A IBIL realizou trabalhos de coordenação, com vista a assegurar a implementação técnica, administrativa e financeira do projeto.
  • Atividade 2: Requisitos técnicos: A IBIL levou a cabo um minucioso estudo da arte relacionado com produtos de carregamento rápido existentes no mercado e implementou os requisitos técnicos necessários para os carregadores que foram usados no projeto CIRVE.

Projeto cofinanciado pelo União Europeia através de fundos do CEF (Connecting Europe Mechanism).

Cofinanciado pelo Mecanismo Interligar a europa -Uniao Europeia

Projeto AIGeCo

O objetivo principal do projeto AIGeCo é investigar e desenvolver as tecnologias que irão permitir a um grupo de empresas bascas, que abrangem toda a cadeia de valor do processo de gestão energética considerado (agregadores, gestores de carregamento, operadores de comunicações, fabricantes de equipamentos eletrónicos, desenvolvedores de software) posicionar-se para poder promover novos serviços de fornecimento elétrico num cenário no qual os consumidores assumem o controlo do seu abastecimento elétrico, produzem a sua energia localmente, de forma renovável, transparente e segura, e desse modo facilitar a troca dos excedentes de energia entre eles, por meio de mecanismos de agregação virtual.

Projeto financiado pelo Departamento de Desenvolvimento Econômico e Infra-estrutura do Governo Basco (Programa HAZITEK) e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Logos FEDER y Gobierno Vasco

eMovLab

eMovLab

O objetivo global do projeto baseia-se na conceção e desenvolvimento de tecnologias inovadoras e novos negócios, que irão facilitar a transição da indústria basca para o novo cenário de mobilidade sustentável do futuro, mantendo a sua liderança com novas capacidades industriais.

Este objetivo geral articula-se em base ao seguinte conjunto de objetivos específicos:

1.Equipar-se com os melhores processos industriais para produção de sistemas e componentes, tanto seja em veículos como no fornecimento de energia.

2- Desenvolver produtos e novos modelos de negócio que facilitem o carregamento dos veículos elétricos e o tornem cada vez mais cómodo, económico e eficaz.

3- Ser capazes de promover soluções inovadoras tanto em termos de produto como da sua produção.

4- Dispor da opção de desenvolvimentos de sistemas completos para poder posicionar-se como Tier 1.

5- Dispor de um produto, plataforma rolante, que sirva de base para modelos de negócio mais avançados.

6- Desenhar sistemas energéticos, baseados na geração renovável e armazenamento, capacitados para cobrir, de modo flexível e adaptativo, as necessidades energéticas dos sistemas e processos de mobilidade.

7- Desenvolver produtos e serviços associados à conectividade dos veículos e à sua interação com outros elementos públicos e privados no sentido de alcançar uma melhoria integral da mobilidade.

8- Gerir dados relevantes e de valor, em base a dinâmicas de mobilidade, com vista a proporcionar informações e serviços avançados a sistemas e atores relacionados com a mesma, fomentando ao mesmo tempo o aparecimento de novas oportunidades de negócio.

Projeto financiado pelo Departamento de Desenvolvimento Econômico e Infra-estrutura do Governo Basco (Programa HAZITEK) e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Logos FEDER y Gobierno Vasco